Sábado, 28 de outubro de 2006

Santos Simão e Judas (Apóstolos), Ofício Festivo,  1ª Semana do Saltério (Livro III), cor vermelho

Levanta-te, vem para o meio (CF 2006)

“Nunca se resolvem problemas quando estes são adiados.” (Paul Schmitt)

Hoje: Dia do Funcionário Público

Santos do Dia: Judas Tadeu, Simão Cananeu (ambos apóstolos), Firmiliano (268, Capadócia), Malquião (270, Constantinopla), Farão (670), Bem-Aventurado João Dat (1798, sacerdote tonquinês, mártir), Francisco Serrano, Pedro Sanz.

Oração: Ó Deus, que pela pregação dos Apóstolos, nos fizestes chegar ao conhecimento do vosso Evangelho, concedei pelas preces de São Simão e São Judas, que a vossa Igreja não cesse de crescer, acolhendo com amor novos fieis. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Carta de São Paulo aos Efésios (Ef 2, 19-22)

JESUS CRISTO, PEDRA FUNDAMENTAL

Irmãos, 19já não sois mais estrangeiros nem migrantes, mas concidadãos dos santos. Sois da família de Deus.

20Vós fostes integrados no edifício que tem como fundamento os apóstolos e os profetas, e o próprio Jesus Cristo como pedra principal. 21É nele que toda a construção se ajusta e se eleva para formar um templo santo no Senhor.

22E vós também sois integrados nesta construção, para vos tomardes morada de Deus pelo Espírito. Palavra do Senhor!

Comentando a I Leitura (1)

DO QUE ERA DIVIDIDO ELE FEZ UMA UNIDADE

Nota-se logo a diferença entre a atitude do turista e a do habitante que conhece cada ângulo, e para quem cada rosto é familiar. A quem se quisesse passear, na Igreja-comunidade de pessoas com a mentalidade. "desligada" do visitante, Paulo lembra que esta é a família da SS. Trindade. Quem se sente desambientado, julga-se de fora e mantém distância, não é capaz de compreender. Sob o arcabouço das estruturas institucionais, "também nós somos edificados em Cristo para nos tornarmos habitação de Deus no Espírito". É a família das três Pessoas, em que nos sentimos de casa. O tempo passado com Jesus em oração ao Pai, no Espírito, é o tempo verdadeiro, tempo da realidade, em que estamos "em casa". O outro tempo, o das ocupações ordinárias, toma daqui seu sentido

Salmo Responsorial: 18 (19A), 2-3.4-5 (R/.5a)

SEU SOM RESSOA E SE ESPALHA EM TODA A TERRA

[2]Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento, a obra de suas mãos; [3]o dia ao dia transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta noticia.

[4]Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; [5]seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz.

Evangelho: Lucas (Lc 6, 12-19)

JESUS PASSOU A NOITE TODA EM ORAÇÃO A DEUS

[12]Naqueles dias, Jesus foi à montanha para rezar. E passou a noite toda em oração a Deus. [13]Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu o nome de apóstolos: [14]Simão, a quem impôs o nome de Pedro, e seu irmão André; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; [15]Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelota; [16]Judas Iscariotes, aquele que se tomou traidor.

[17]Jesus desceu da montanha com eles e parou num lugar piano. Ali estavam muitos dos seus discípulos e grande multidão de gente de toda a Judéia e de Jerusalém, do litoral de Tiro e Sidônia. [18]Vieram para ouvir Jesus e serem curados de suas doenças. E aqueles que estavam atormentados por espíritos maus também foram curados. [19]A multidão toda procurava tocar em Jesus, porque uma força saia dele, e curava a todos. Palavra da Salvação!

Comentário o Evangelho (2)

UMA ESCOLHA FEITA COM DISCERNIMENTO

A escolha dos doze Apóstolos deu-se num processo de oração e de discernimento. Tratava-se de um ato importante no contexto da missão de Jesus. Ele não podia ser movido por critérios que não fossem aqueles do Reino. Teria incorrido em erro se escolhesse somente quem lhe era simpático, quem fosse rico ou de família nobre ou, então, quem lhe pudesse oferecer ajuda financeira.

Só a obediência ao Pai, depois de uma noite passada em oração, explica por que Jesus escolheu um punhado de pessoas humanamente tão pouco qualificadas. E mais: gente que haveria de traí-lo, abandoná-lo, renegá-lo. Entretanto, foi assim que se manifestou a sabedoria divina. A consolidação do Reino, na história humana, haveria de ser obra de Deus. A precariedade de dotes nas pessoas escolhidas para serem instrumento de sua ação demonstrou-o muito bem.

Embora humanamente cheios de limitações, os doze Apóstolos receberam a missão de levar adiante a missão iniciada por Jesus, o enviado do Pai. A ação deles revelou-se grandiosa, porque souberam confiar plenamente em Deus e deixar-se guiar por ele.

O tempo demonstrou o acerto de Jesus na escolha dos doze. Excetuando Judas Iscariotes, que não soube confiar no perdão misericordioso de Jesus, todos os demais apóstolos assumiram com um ardor incrível sua missão de servidores do Reino.

SÃO JUDAS TADEU (3)

São Judas Tadeu era natural de Caná da Galiléia, na Palestina. Sua família era constituída do pai, Alfeu (ou Cléofas) e a mãe, Maria Cléofas. Eram parentes de Jesus. O pai, Alfeu, era irmão de São José; a mãe, Maria Cléofas, prima irmã de Maria Santíssima. Portanto, Judas Tadeu era primo irmão de Jesus. O irmão de Judas Tadeu, Tiago, chamado o Menor, também foi discípulo de Jesus.

A Bíblia trata pouco de Judas Tadeu. Mas aponta o importante: Judas Tadeu foi escolhido por Jesus, para apóstolo (Mt 10,4). É citado explicitamente nas Escrituras pelo evangelista João (Jo 14,22). Na ceia, Judas Tadeu perguntou a Jesus: "Mestre, por que razão hás de manifestar-te só a nós e não ao mundo?"

Jesus lhe respondeu afirmando que teriam manifestação dele todos os que guardassem sua palavra e permanecessem fiéis a seu amor.Após ter recebido o dom do Espírito Santo, Judas Tadeu iniciou sua pregação na Galiléia. Passou para a Samaria e Iduméria e outras populações judaicas. Pelo ano 50, tomou parte no primeiro Concílio, o de Jerusalém. Em seguida, foi evangelizar a Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia.

Neste país recebeu a companhia de outro apóstolo, Simão. A pregação e o testemunho de Judas Tadeu impressionaram os pagãos que se convertiam. Isto provocou a inveja e fúria contra o apóstolo, que foi trucidado, a golpes de cacetes, lanças e machados. Isso, pelo ano 70. São Judas Tadeu foi mártir, quer dizer: mostrou que sua adesão a Jesus era tal, que testemunhou a fé com a doação da própria vida.

SÃO SIMÃO O APÓSTOLO (5)

Simão era filho de Cleophas e Maria. Cleophas era irmão de São José e ela irmã de da Virgem Maria, assim Simão era primo irmão de Jesus. Há indícios de que este Simão tenha sido o mesmo que é apontado como sendo irmão de São Tiago Menor e claro, também irmão de São Judas Tadeus.

Outra versão de modernos escolares diz que talvez tenha havido dois com o nome de Tiago, um filho de Alphaeus e um dos 12 apóstolos; e o outro o "irmão de Jesus", que seria um primo em primeiro grau ou um filho de José do seu primeiro casamento. Estudiosos sustentam que José era viuvo quando foi escolhido para se casar com a Virgem Maria e ser o pai de Jesus; e tinha vários filhos sendo um deles de nome Simão. (Judas, Justus, Tiago e Simão e as filhas Assia e Lídia).

Alguns especialistas acham Simão era o noivo do casamento no qual Jesus transformou a água em vinho.(Bodas de Cana). Também chamado de Canaanite (Mt 10, 4; Mc 3, 18) ele era um dos apóstolos e foi mencionado varias vezes no Novo Testamento. Conhecido como o Zeloso (Lc 6, 15 e At 1, 13) por sua dura obediência lei dos judeus, Simão foi um dos primeiros discípulos de Jesus. Foi bispo em Jerusalém.

1 MISSAL COTIDIANO, ©Paulus, 1997

2 O EVANGELHO DO DIA. Jaldemir Vitório. ©Paulinas, 1998

3 Santuário São Judas Tadeu, Jabaquara, S.Paulo (http://www.saojudas.org.br/)

5 http://www.cademeusanto.com.br

About these ads