São Bento (480-547), monge
Regra, Prólogo, 8-22

«Desperta, tu que dormes» (Ef 5, 14)

Levantemo-nos pois; a Escritura não cessa de nos despertar dizendo: «Já é hora de despertardes do sono» (Rom 13, 11). Abramos os olhos à luz divina. Escutemos com um ouvido atento a voz possante de Deus que cada dia nos apressa dizendo: «Não torneis duros os vossos corações» (Sl 94, 8). E ainda: «Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às Igrejas» (Ap 2, 7). E que diz Ele? «Vinde, Meus filhos, ouvi-Me, Eu vos ensinarei o temor do Senhor» (Sl 33, 12). «Andai enquanto tendes a luz, para que as trevas não vos surpreendam» (Jo 12, 35).

Procurando o seu trabalhador entre a multidão de pessoas a quem lança este apelo, o Senhor diz ainda: «Qual o homem que ama a vida e deseja largos dias para que possa gozar da prosperidade?» (Sl 33, 13). Se, ao ouvires isto, responderes: Eu, Deus diz-te: Queres ter a verdadeira vida, a vida eterna? Então «guarda a tua língua do mal e os teus lábios das palavras enganosas; afasta-te do mal e faz o bem, procura a paz e conserva-a» (Sl 33, 14-15). Quando tiverdes feito isso, pousarei os olhos em vós e darei ouvido às vossas orações e «antes mesmo de me terdes chamado, dir-vos-ei: Eis-me aqui» (Is 58, 9).

Que pode ser mais doce, irmãos bem-amados, que esta voz do Senhor que nos convida? Eis que, na sua ternura, o Senhor nos indica o caminho da vida. Cingidos com a fé e a prática das boas acções, e guiados pelo evangelho, vamos então pelos caminhos que Ele nos traça para sermos admitidos a ver Aquele que nos chamou ao Seu reino (1Tes 2, 12). Se queremos habitar na morada do Seu reino, avancemos pelas boas ações, senão nunca lá chegaremos.

Paz e Bem!

    ©Evangelizo.org 2001-2009

Anúncios