Rupert de Deutz (c. 1075-1130), monge beneditino

Da Trindade e Suas obras, I. 42: Sobre Isaías, 2 (a partir da trad. Sr. Isabelle de la Source, Lire la Bible, t. 6, p. 43)

«E aos que jaziam na sombria região da morte surgiu uma luz»

«Jesus retirou-se para a Galileia. Depois, abandonando Nazaré, foi habitar em Cafarnaum, cidade situada à beira-mar, na região de Zabulon e Neftali. Assim se cumpriu o que o profeta Isaías anunciara: […] O povo que jazia nas trevas viu uma grande luz». Ao falar da visão, ou antes, do aparecimento de uma grande luz, Mateus quer fazer-nos compreender a pregação luminosa do Salvador, o brilho da Boa Nova do Reino de Deus; primeiro que qualquer outra, a região de Zabulon e Neftali ouviu-a da própria boca do Senhor. […]

Com efeito, foi nesta região que o Senhor começou a pregar, foi aqui que Ele iniciou a Sua pregação. […] E os apóstolos que, antes de todos, viram esta luz verdadeira na região de Zabulon e Neftali, tornaram-se eles próprios «luz do mundo». […] «Eles regozijar-se-ão perante Ti, continua o texto de Isaías, como nos regozijamos ao fazer a ceifa, como exultamos ao partilhar os despojos dos vencidos». Esta alegria será efetivamente a alegria dos apóstolos, uma «alegria multiplicada» quando «eles vierem como ceifeiros trazendo os seus feixes de centeio» «e como os vencedores partilhando os despojos dos vencidos», isto é, do diabo vencido. […]

Foste Tu, com efeito, Senhor e Salvador, que removeste dos seus ombros «o jugo que pesava sobre eles», aquele jugo do diabo que outrora triunfava no mundo quando reinava sobre todas as nações e fazia as nucas vergarem sob o jugo de uma escravidão muito pesada. […] Foste Tu que, sem exército e sem derramamento de sangue, no segredo do Teu poder, libertaste os homens para os pores ao Teu serviço. […]

Sim, o diabo será «queimado, devorado pelo fogo eterno», porque «nasceu um menino», o humilde Filho de Deus, «que traz no Seu ombro a insígnia do poder» pois que, sendo Deus, pode pelas Suas próprias forças possuir a primazia. […] E «o Seu poder estender-se-á», pois Ele reinará não apenas sobre os judeus, como fez David, mas sobre todas as nações «daqui em diante e para sempre».

(Referências bíblicas: Is 9, 1-6; Mt 5, 14; Sl 125,6)

Paz e Bem!

©Evangelizo.org 2001-2009