OS ATUAIS ACONTECIMENTOS À LUZ DO BOM SENSO

Tudo na vida passa pelo crivo de nossas escolhas; nada nos acontece sem que antes passe por nossa cabeça, seja aceito e decidido por nós nem que seja em questão de segundos. Por isso, a vida que vivemos é feita de escolhas e decisões, muitas vezes feitas ou tomadas por impulsos, interesses, condicionamentos, alienações, etc. Mas, nada disso acontece sem que haja decisão; a não ser por força de circunstâncias de ordem natural ou impessoal; mesmo assim, houve de certo modo, alguma decisão para que tais acontecimentos se sucedessem.

Ao criar o ser humano e os outros seres, o Senhor escreveu a lei natural em seu código genético, inclusive dando-lhe a liberdade criativa de escolhas decisivas pelas capacidades e aptidões, talentos e expressões artísticas capazes de revelar sua Beleza e Esplendor, contanto que tudo isso fosse decidido e praticado somente para o bem comum, para que o ser humano, em comunhão com o Seu Criador, Fonte de todo Bem, revelasse Sua Vontade e Sua Glória.

Acontece que o ser humano em sua liberdade de escolha, caiu em contradição com as leis naturais que o regia e enveredou pela via do mal, isto é, da autodestruição e com isso ofuscou a própria liberdade, tornando-se escravo da perversão e dos desmandos de suas escolhas e decisões errôneas.

O Senhor, porém, interviu para que a ordem natural não fosse destruída pela insensatez humana e deu-lhe a Lei Divina do Amor (os dez mandamentos) para que regesse o seu proceder com a finalidade do mesmo bem comum da lei natural a fim de que houvesse igualdade do viver, de ser e estar no mundo. E mesmo os homens infringindo essas duas grandes leis (natural e divina) que lhe foram dadas; o Senhor Deus, misericordioso e bom, veio em seu auxílio e enviou Seu próprio Filho, Jesus Cristo, para trazer-lhe salvação; e fez acontecer a Nova Criação, porém desta feita, redimida com o Sangue Expiatório desse Seu Filho amado, sem o qual não existe remissão dos pecados nem liberdade nem vida alguma.

Portanto, a última Palavra em matéria de salvação humana, Deus já nos deu, enviando Seu Filho, Verbo Eterno humanado, Ele que é o ápice de toda revelação e do sentido da vida. Agora, ou O ouvimos e nos convertemos ao verdadeiro propósito divino, isto é, o bem de todos e de toda criação; ou continuamos surdos e perdidos nos labirintos infindos de nossas falsas escolhas e decisões nefastas.

O mundo hoje e seus acontecimentos demonstram que tipo de escolha está sendo feita por nós seres humanos que o regemos. Os sofrimentos pelos quais passamos revela o tamanho do nosso descaso às Leis naturais, aos Mandamentos da Lei de Deus e o desprezo que damos ao Sacrifício de Seu Filho Jesus. Só nos resta esperar coisas piores ainda caso não nos convertamos; porque não podemos buscar outros culpados por tudo isso que está acontecendo, a não ser nós mesmos.

Paz e Bem!

Frei Fernando,OFMConv.

Anúncios