DESABAFO CONTRA A TELEVISÃO E OS OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO…

 

E agora me apresso em desfazer os enganos desta vida…

Porque a vida, vivida a cada instante,

é uma construção de eternidade…

Porém, são tantas as ilusões e veleidades tentando nos corromper…

Tentando nos invadir, nos subverter…

como se fantoches maleáveis fôssemos…

Esgotados, maltrapilhos, maltratados…

pelo opressão dos manipuladores midiáticos…

que só se satisfazem quando a depravação é a bola da vez…

assumida pela insensatez de nossas autoridades…

com contornos de legalidade…

 

E assim caminha essa nossa triste humanidade…

Dominada pela violência e o medo que a segue…

Pelas inverdades todos os dias propagadas,

pelas vias atraentes da telinha idolatrada

e os outros meios de comunicação…

A fim de manterem seus séquitos sob suas rédeas…

como animais cativos incapazes de se desligarem de suas teias,

cheias de atrações malévolas, dominantes, mirabolantes…

Perversamente postas para enganar…

 

É triste constatar a decadência dos valores humanos e cristãos…

em programas e novelas, telejornais e outras esferas ideológicas…

Vis malefícios, com o poder de confundir e embair aos tolos de plantão…

É como procurar o chão debaixo dos pés e não encontrá-lo…

Porque é doloroso perceber tantas vidas perdidas para os maus costumes…

Para os estercos, estrumes da podridão que anda solta como louca depravada,

buscando os restos de prazer que não mais satisfaz…

E tudo isso se torna um tédio, um imenso lixo…

um inferno de insones deprimentes, decadentes,

incapazes de reagir à escravidão que os sufoca…

 

E assim, Senhor, perdem a paz e o bem viver…

Por cultivarem e inculcarem sementes de morte, insumos danosos…

Capazes de destruir e perverter a sociedade inteira…

Com sua eira absurdamente esburacada que não serve mais pra nada…

a não ser para estender seus imundos produtos…

frutos da inércia que os acompanha…

nas entranhas da comunicação do nada que oferecem…

 

São por causa desses insultos contra os filhos teus…

que clamamos perseverantemente aos céus…

Vem, Senhor Jesus, não te demores mais…

Vem trazer a tua paz que este mundo perdeu…

Vem, ó Filho de Deus, vem sem demora…

Vem, apressa a tua hora…

Dá um basta nessa história de perdição…

que os perversos de plantão estão construindo…

 

Vem, Senhor Jesus, seja bem vindo…

Aqui estamos à tua espera…

Crer em Ti não é quimera…

É ressurreição…

É vida eterna…

 

Paz e Bem!

 

Frei Fernando,OFMConv.