COMPLETOU-SE O TEMPO, O REINO DE DEUS ESTÁ PRÓXIMO…

O tempo é urgente…
A vida também urge por tranquilidade…
Visto que, a maldade do pecado não dá trégua alguma…
Deixando um rastro de destruição em toda extensão da terra…
Rastro de guerras, vícios, perturbação; falcatruas, corrupção; malignidade, perversidade e podridão de toda espécie…

Oh! Deus, como pode…
Um universo tão lindo, com seres tão especiais…
Perdendo o rumo e se destruindo…
por conta do mal que nele se tem feito…
Como se tudo fosse imperfeito e não obra de tuas mãos…

Como pode a verdade ser passada para trás pela mentira?
Como pode o bem deixar de ser feito por causa da ganância dos que se acham no direito de roubar impunimente, como se os demais fossem dementes e não filhos de um mesmo Pai?
Onde vai parar essa massa ingênua,
enganada pela imprensa voluptuosa,
que nada de proveitoso informa,
mas, só serve para deformar a verdadeira conduta?

São questões aparentemente sem respostas…
Porque os “donos” dessa troça chamada poder temporal…
se aproveitam destas massas perdidas, desoladas, combalidas…
metidas na desobediência coletiva, quase sem comando algum…
E desse modo, seguem cegos, confusos, impudicos,
como se filhos de Deus não fossem…

Como é triste, Senhor, ver que os teus inimigos querem vencer teus filhos à todo custo, se valendo da podridão e perdição que semeiam em todos os campos da seara da vida!
Ah! Mas sei que já estás passando a limpo tudo isto…
E que só caem no precipício aqueles que se afastam de Ti pelos pecados mortais cometidos…

Por isso, estamos aqui, Senhor, para te seguir fielmente…
Porque quem te segue humildemente nunca erra em suas decisões…
Pelo contrário, testemunham tua vitória sobre todo mal…
Participam do teu Reino Celestial…
E te proclamam como o único Senhor e salvador de suas vidas!

Paz e Bem!

Frei Fernando,OFMConv.

***
“Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo; fazei penitência e crede no Evangelho.” (Mc 1,15).

Pois, “Eis que venho em breve! Felizes aqueles que põem em prática as palavras da profecia deste livro”. (Apo 22,7).

“Felizes aqueles que lavam as suas vestes para ter direito à árvore da vida e poder entrar na cidade [santa] pelas portas”. (Apo 22,14)

“Eu ouvi uma voz do céu, que dizia: Escreve: Felizes os mortos que doravante morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, descansem dos seus trabalhos, pois as suas obras os seguem”. (Apo 14,13).

***

Creative Commons License
FREI FERNANDO, VIDA, FÉ E POESIA by Frei Fernando,OFMConv. is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.

Anúncios