Tag Archive: palavra


CRÔNICAS DE MINHA ALMA: TUA PALAVRA, SENHOR, É ALIMENTO PARA A ALMA…

A verdade a tudo sustenta porque tudo tem sua origem nela; mas sem ela nada se sustenta, porque tudo o que há, não o é por si mesmo e em si mesmo; mas depende cem por cento para ser o que é, porque sem a verdade tudo é apenas contingência determinada. A verdade tudo governa, mesmo quando o livre arbítrio do homem diz que não; isto porque, não há rio sem fonte como não há vida sem quem a dê e a sustente; porque tudo o que não é alimentado pela Fonte Eterna da Sabedoria de Deus, definha até não mais ser.

Aparentemente a verdade é frágil, simples, humilde, é por isso que ela é acessível a tudo e a todos, porque quando todos a vivem há um equilíbrio harmonioso substancial em escala infinita a nos conduzir para além do que temos, podemos, ou entendemos ser por nós mesmos. Assim é a verdade em seu modo de ser, em seu querer e agir para tudo e para todos, porque nada lhe passa despercebido nem mesmo o mais ínfimo respiro. Quanto à nós, em tudo o que vemos e conhecemos naturalmente ou não, só o vemos e conhecemos porque a verdade que está sempre presente, nos dar a ver e conhecer, a agir e conviver, a nos comprometer ou não com o que é diante de nos.

A verdade não só convence pelo que apresenta, mas pelo que ela é. Porque a verdade é permanente e está sempre presente em tudo o que existe e tudo só existe porque a verdade é infinita. No entanto, em meio a tudo o que existe, a mentira persiste em negar o que a verdade é, mesmo sabendo, mas não admitindo, que nunca poderá vencer, visto que a mentira é só embuste em si mesma; na verdade, ela é o cúmulo do egoísmo, o próprio inferno pútrido, nada mais.

Não existe verdades, mas a Verdade. Ela se faz presente em todas as coisas sem ser todas as coisas, porque está acima de todas as coisas. Entretanto, Ela se dá a conhecer a quem a ama acima de todas as coisas. A quem nela crê e se deixa conduzir por Ela, nasce de novo para a vida eterna. Ora, estes não se prendem às coisas passageiras, mas apenas delas usufrui para o bem de todos; porque tudo o que existe só existe em função do devir. Assim, o tempo existe em função da eternidade; as coisas materiais existem em função das coisas eternas; a vida humana existe em função da vida divina, etc. Porque se não fora assim, tudo o que existe de nada adiantaria, visto que aqui tudo tem fim; menos os valores eternos.

Então, quem é a Verdade? A Verdade é Jesus Cristo, o Filho de Deus, “manso e humilde de coração”; espetado vivo numa cruz, morto e ressuscitado. Porta estreita da Salvação, Único nome por quem os homens são salvos. “O Cordeiro de Deus Imaculado que tira o pecado do mundo”. O único que venceu e nos deu vencer com Ele, o pecado, o demônio, a morte e o inferno. O único que disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jo14,6); “Quem me vê, vê o Pai, Eu e o Pai somos Um” (cf. Jo 14,8-11; 10,30); “Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o atrair; e eu hei de ressuscitá-lo no último dia” (Jo 6,44); “Eu sou o pão da vida. Quem comer deste pão viverá eternamente”. (Jo 6,48.51b). Aquele que está conosco até a consumação dos séculos… E que virá para julgar os vivos e os mortos e o Seu Reino não terá fim… Quem é justo diga sim e permaneça praticando a justiça; quem não é justo, converta-se, pois ainda é tempo de conversão.

Paz e Bem!

Frei Fernando,OFMConv.

FREI FERNANDO, VIDA, FÉ E POESIA by Frei Fernando,OFMConv. is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.

DE ONDE NASCEM OS TEUS PENSAMENTOS?

São três as coisas que manifestam e distinguem a vida cristã: a ação, a palavra e o pensamento. Das três, tem o primeiro lugar o pensamento. Em seguida, a palavra, que nos revela o pensamento concebido e impresso no espírito. Depois do pensamento e da palavra vem, na ordem, a ação, realizando por fatos o que o espírito pensou.

Portanto, se alguma coisa na vida nos induz a agir ou a pensar ou a falar, é necessário que o nosso pensamento, a nossa palavra e a nossa ação sejam orientados para a regra divina daqueles nomes que descrevem a Cristo, de modo a nada pensarmos, nada dizermos e
nada fazermos que se afaste do seu alto significado.

Então, o que terá de fazer aquele que se tornou digno do grande nome de Cristo, a não ser examinar diligentemente os próprios pensamentos, palavras e ações, julgando se cada um deles tende para Cristo ou se lhe são estranhos? De muitas maneiras operamos este magnífico discernimento. Tudo quanto fazemos, pensamos ou falamos com alguma perturbação, de nenhum modo está de acordo com Cristo, mas traz a marca e a figura do inimigo, que mistura a lama das perturbações à pérola da alma para deformar e apagar o esplendor da joia preciosa.

O que, porém, está livre e puro de toda afeição desordenada, relaciona-se com o Autor e Príncipe da tranquilidade, o Cristo. Quem dele bebe, como de fonte pura e não poluída, as suas ideias e os seus sentimentos, revelará em si a semelhança com o princípio e a origem, tal como a água na própria fonte é igual à que corre no límpido regato e à que brilha na jarra.

De fato, é uma só e mesma a pureza de Cristo e a que se encontra em nossos espíritos. Mas a pureza de Cristo brota da fonte, enquanto que a nossa dela flui e chega até nós, trazendo consigo a beleza dos pensamentos para a vida. Portanto, a coerência do homem interior e do exterior aparece harmoniosa, quando os pensamentos que provêm de Cristo guiam e movem a modéstia e a honestidade de nossa vida.

Paz e Bem!

Fonte: Do Tratado sobre a verdadeira imagem do cristão, de São Gregório de Nissa, bispo (PG46,283-286) (Séc.IV).

OS ESTÁGIOS DA LECTIO DIVINA

Lectio – Leitura
Meditatio – Meditação
Oratio – Oração
Contemplatio – Contemplação

LECTIO – LEITURA

Leitura do Texto Sagrado como ele é…
Ou seja, no seu contexto…
Sem subjetivismo…
Sem Literalismo…
Ou exegese estranha…

MEDITATIO – MEDITAÇÃO

Quando as palavras se tornam reais…
porque não são apenas palavras…
Deixe, então, a Palavra Divina te penetrar o coração…
Igualmente penetre em suas entranhas…
Numa harmoniosa interação…

ORATIO – ORAÇÃO

Não o que eu quero Senhor,
Mas o que tu queres…
“…é necessário orar sempre…
sem jamais deixar de fazê-lo”. (Cf. Lc 18,1).
Então, ore ardentemente…
com a Palavra que penetrou em seu coração…

CONTEMPLATIO – CONTEMPLAÇÃO

Agora…
Imagine…
Isto é, traga as imagens da Leitura à sua realidade…
Se insira na Realidade dessas imagens…
E viva o Mistério do Amor de Deus contido nelas…
Pronto…
Eis a verdadeira Contemplação

PS: Lectio divina é um método de oração com a Palavra de Deus que pode levar à mais alta contemplação, muito praticado na Igreja desde os seus primórdios, particularmente nos mosteiros beneditinos.

Paz e Bem!

Frei Fernando,OFMConv.